Netanyahu: Israel está 'sincero' para chegar à paz

Israel está "totalmente sincero" em chegar a um acordo de paz com os palestinos e espera ampliar o processo de paz para incluir outros países árabes com quais ainda não possui tratados de paz, disse hoje o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Netanyahu falou com jornalistas antes de se reunir com a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, numa tentativa do governo dos Estados Unidos de superar o impasse nas negociações entre Israel e os palestinos.

AE, Agência Estado

11 de novembro de 2010 | 20h18

O líder israelense disse que ele e Hillary conversaram várias vezes por telefone durante as últimas semanas, mas não se reuniram pessoalmente desde a abertura das negociações diretas entre israelenses e palestinos em Jerusalém, em setembro. As negociações rapidamente chegaram a um impasse. Os palestinos insistem que não retomarão o processo enquanto Israel não suspender as construções nos assentamentos dos colonos judeus na Cisjordânia, uma terra que os palestinos reivindicam.

"Nós conversamos e conversaremos hoje sobre como retomar esse processo para chegar a um acordo histórico com paz e segurança entre nós e os palestinos", disse Netanyahu. "Eu gostaria de acrescentar que também esperamos ampliar esse acordo a vários países árabes. Esse é nosso objetivo comum. Estamos muito sinceros para fechar esse acordo", disse Netanyahu. Ontem, Hillary criticou abertamente a proposta israelense de construir 1.300 apartamentos em Jerusalém Oriental, setor árabe da cidade. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Israelpazpalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.