Netanyahu: ofensiva continua até fim de lançamentos

Premiê declarou que irá continuar ofensiva até que foguetes do Hamas não sejam mais lançados

Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2014 | 15h25

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, declarou nesta segunda-feira que Israel vai manter sua ofensiva contra militantes do Hamas até que eles parem de disparar foguetes, apesar da decisão de retirar forças terrestres de cidades palestinos após a destruição de túneis subterrâneos que ligam Gaza a Israel.

"A batalha em Gaza continua", disse Netanyahu após se reunir com chefes militares no sul de Israel. "O que está para acabar é o tratamento das Forças de Defesa de Israel dado aos túneis, mas esta operação vai acabar apenas quando a calma e a segurança forem restaurados para os cidadãos israelenses por um período prolongado."

O primeiro-ministro também respondeu às críticas de aliados, como os Estados Unidos, sobre o ataque na entrada de um abrigo para desalojados da Organização das Nações Unidas (ONU) em Gaza, no qual pelo menos dez pessoas morreram. Israel disse que tinha como alvo militantes numa motocicleta.

"Não temos qualquer intenção de ferir os moradores de Gaza", afirmou Netanyahu. "É o Hamas que os está ferindo de verdade ao evitar o envio de ajuda humanitária. Eu acho que a comunidade internacional precisa condenar o Hamas". Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelGazaofensivaNetanyahu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.