Motti Millrod/Pool/AFP
Motti Millrod/Pool/AFP

Netanyahu recebe segunda dose da vacina contra o coronavírus

No mês passado, premiê foi primeiro israelense a ser inoculado

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2021 | 22h35

JERUSALÉM - O primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu recebeu uma segunda dose da vacina contra o coronavírus depois de se tornar, no mês passado, o primeiro israelense a ser inoculado.

Israel está no meio de um terceiro lockdown nacional após um aumento nos casos, embora tenha desenvolvido uma das campanhas de vacinação mais rápidas do mundo. O país deu a primeira das duas doses de vacina a quase 20% de sua população, e Netanyahu disse no sábado que garantiu vacinas suficientes para inocular toda a população adulta até o final de março.

Netanyahu colocou a campanha de vacinação no centro de sua campanha pela reeleição -- Israel realizará sua quarta votação nacional em menos de dois anos. Nesse ínterim, ele pediu aos israelenses que façam "um último grande esforço" para interromper a transmissão, aderindo às restrições mais rígidas.

A maioria das escolas e empresas fecharam a partir de sexta-feira, com as pessoas obrigadas a permanecer a menos de mil metros de casa, exceto para necessidades essenciais.

As reuniões públicas são altamente restritas e o transporte público está limitado. As restrições devem durar pelo menos duas semanas. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.