Neto da líder das Avós da Praça de Maio é encontrado

Após 35 anos, verdadeira identidade do neto de Estela de Carlotto, desaparecido na ditadura militar, é confirmada por exame de sangue

O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2014 | 16h58

BUENOS AIRES - A presidente do grupo Avós de Praça de Maio, Estela de Carlotto, encontrou seu neto após 35 anos de busca. Ele nasceu em cativeiro quando a mãe - Laura - estava presa, em junho de 1978, e estava desaparecido desde a última ditadura militar argentina (1976-1983). A verdadeira identidade de Guido Carlotto (nome dado por Laura) foi confirmada após ele se apresentar voluntariamente a um exame genético.

O filho de Estela, Kivo Carlotto, informou nesta terça-feira, 5, o resultado positivo do exame. "É positivo, encontramos meu sobrinho depois de 35 anos". A luta de Estela começou com as tradicionais manifestações na Praça de Maio.

As Avós da Praça de Maio já ajudaram a identificar 110 filhos de desaparecidos políticos que haviam sido sequestrados por agentes da ditadura. Entre 1976 e 1983, cerca de 30 mil argentinos foram sequestrados, torturados e mortos. EM muitos casos, os repressores se apropriavam dos filhos desses argentinos e não revelavam a verdadeira identidade das crianças. /AFP, EFE e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.