Neto de Malcom X é condenado à prisão

Malcom Shabazz, neto de Malcom X, o ativista negro norte-americano assassinado em 21 de fevereiro de 1965, foi condenado a três anos e meio de prisão por roubo e agressão. O juiz de Goshen, no Estado de Nova York, leu a sentença contra Shabazz, que já havia sido condenado a dois anos pelo mesmo crime, mas que, em 13 de agosto, não se apresentou como era previsto à polícia para cumprir pena. O jovem, detido há alguns dias por posse de maconha e violação da liberdade condicional, viu sua pena aumentar em um ano e meio. Shabazz foi acusado por roubar US$ 100 dólares e agredir outro jovem. Em 1997, quando tinha 12 anos, Shabazz foi reconhecido culpado por um incêndio que causou a morte se sua avó Betty, viúva de Malcom X.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.