Neva em Roma, uma raridade, e Veneza congela

Flocos de neve caíram sobre a Praça de São Pedro e na Fonte de Trevi, hoje, um espetáculo raro na capital italiana, enquanto um lençol branco cobria a Praça de São Marcos, em Veneza e muitas outra cidades, do sul ao norte do país.A neve foi trazida por uma onda de frio que atingiu a maior parte da Itália, fazendo as temperaturas caírem a até ?35º nas montanhas Dolomitas, A cidade mais fria, L?Aquila na região central, marcou um recorde de ?9º.Em Veneza, turistas faziam fotos da fachada da Basílica de São Marcos, enquanto gôndolas cobertas de neve deslizavam pelos canais. No centro historico de Roma, os flocos de neve derretiam-se assim que tocavam no solo, mas as cercanias e as cidades costeiras próximas estavam cobertas de branco.Na região sudeste de Molise, uma tempestade de neve forçou as autoridades a fechar as escolas de cerca de 30 cidades, incluindo a capital regional, Campobasso. Em Puglia, a ?espora? da península em forma de bota, ventos foretes fizeram parar os serviços de balsas para as vizinhas ilhas Tremiti.Um frente gelada, vinda dos Balcãs, é o responsável pela queda nas temperaturas, que estão agora bem abaixo de média da estação. Segundo os meteorologistas, o frio se estenderá ao fim de semana. Prevê-se que em Roma e Veneza, as temperaturas ainda caiam mais alguns gruas, para ?4º e ?5º.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.