Nevasca atinge EUA e paralisa trechos de Washington

Uma segunda nevasca forte em menos de uma semana atingiu hoje o leste dos Estados Unidos. O clima rígido paralisou a capital, Washington, e levou ao fechamento de escritórios do governo federal e de escolas da Virgínia a Nova York.

AE, Agencia Estado

10 de fevereiro de 2010 | 16h58

O Serviço Nacional Meteorológico (NWS, na sigla em inglês) previu que a tempestade lançaria mais 36 centímetros de neve sobre a região do Meio Atlântico. No fim de semana, foram lançados outros 91 centímetros de neve sobre a região. Muita dessa neve permanecia no solo, antes da tempestade desta quarta-feira.

O NWS divulgou um alerta de nevascas para a área de Baltimore e Washington. Segundo o centro, além da neve pode haver ventos entre 32 e 48 quilômetros por hora, com rajadas ainda maiores. O alerta do NWS recomendou que os motoristas não trafeguem pelas áreas afetadas, por causa dos riscos de acidentes. Também foi divulgado um alerta sobre nevascas para Nova York, válido a partir de amanhã.

Milhares de residências estavam ainda sem energia na área metropolitana de Washington/Baltimore, após as nevascas do fim de semana. Os fortes ventos previstos junto com a nova tempestade de neve podem causar mais problemas no fornecimento de energia. O metrô limitou sua operação apenas para as estações subterrâneas até amanhã, enquanto serviços de ônibus foram cancelados.

A maioria dos 230 mil funcionários federais na área de Washington D.C. não estava trabalhando. O custo estimado da queda na produtividade é de US$ 100 milhões por dia. Alguns escritórios públicos, incluindo a Casa Branca, partes do Congresso e algumas agências, porém, seguiam em funcionamento.

Os governos de Washington, Virgínia e Maryland decretaram estado de emergência. Com isso, podiam mobilizar a Guarda Nacional para ajudar a população a lidar com as nevascas.

A autoridade aeroportuária da área metropolitana de Washington informou que não estavam programadas decolagens do Aeroporto Nacional Reagan, de Washington, nem do Aeroporto Internacional Dulles, nesta quarta-feira. Companhias aéreas operando em Nova Jersey, Filadélfia, Baltimore e Chicago também informaram sobre cancelamentos e atrasos.

A companhia estatal ferroviária Amtrak informou que operará com capacidade reduzida ao longo do corredor nordeste. Além da neve, o serviço ferroviário sofre com a queda de árvores e problemas na distribuição de energia elétrica.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAnevascaWashingtonescritórios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.