Nevasca atinge Jerusalém e mata homem em Gaza

Uma rara tempestade de neve fez com que as autoridades de Jerusalém cancelassem a circulação de todas as linhas de ônibus da cidade e liberasse o pagamento da passagem no metrô, numa tentativa de fazer com que as pessoas deixassem seus carros em casa.

AE, Agência Estado

10 de janeiro de 2013 | 11h50

Em Gaza, um funcionário da área da saúde disse que um palestino foi eletrocutado após ser atingido por um cabo de força que se soltou, por causa dos fortes ventos que também atingem a região. Ashraf al-Kidra disse que o homem de 24 anos morreu na noite de quarta-feira. O acidente também deixou quatro pessoas feridas.

Embora as chuvas tenham diminuído, os fortes ventos continuam a provocar estragos na rede de eletricidade, que nesta semana sofreu cortes de até 14 horas por dia.

Com a queda das temperaturas, os ventos fortes e a chuva que atingem o Oriente Médio desde domingo se transformaram em neve, provocando o fechamento de escolas e empresas. Ao amanhecer, pelo menos 10 centímetros de neve estavam acumulados nas ruas de Jerusalém, nas proximidades da cidade e na Cisjordânia.

O mau tempo também adiou a volta dos 48 iranianos que foram libertados na quarta-feira na Síria. O grupo não conseguiu deixar o aeroporto de Damasco nesta quinta-feira.

Uma autoridade síria disse que os iranianos deixaram o hotel Sheraton de Damasco na manhã desta quinta-feira, mas o avião que os levaria para casa não pôde decolar em razão dos ventos fortes e da tempestade de atinge a região nos últimos dias. Um funcionário do aeroporto disse que o avião sírio estava esperando para levar os iranianos ainda hoje de volta a seu país. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelclimaGazaSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.