Nevasca causa 11 mortes e problemas no transporte no Japão

Tempestade causou cortes de luz que afetaram 48 mil lares na região que rodeia Tóquio

EFE

09 de fevereiro de 2014 | 14h15

Uma grande nevasca que cai na região oriental do Japão desde o sábado provocou grandes problemas no transporte, entre eles acidentes que deixaram dez mortos e outros percalços que mataram uma pessoa e feriu outra gravemente.

Além disso, a tempestade causou cortes de luz que afetaram 48 mil lares na região que rodeia Tóquio, sendo que 26 mil delas continuam sem eletricidade, segundo a empresa Tokyo Electric Power. A capital japonesa viveu a maior nevasca em 20 anos, com 27 centímetros de neve acumulada.

 

A neve e o gelo foram aparentemente responsáveis por vários graves acidentes de trânsito ocorridos nas cidades de Ishikawa, Aichi e Nagano, nos quais morreram dez pessoas, informou a emissora pública "NHK".

Em Chiba, ao leste de Tóquio, um homem de 78 anos morreu ao sofrer uma queda enquanto retirava a neve de sua casa. Outro idoso, de 69, permanece em estado grave por causa de um acidente similar.

Além de provocar cerca de 1,2 mil feridos, segundo dados da Agência Nacional de Polícia, a tempestade motivou no sábado à tarde as companhias aéreas japonesas, Japan Airlines (JAL) e All Nippon Airways (ANA), a suspenderem seus voos domésticos do aeroporto de Haneda, deixando 98 mil pessoas em terra.

No outro aeroporto da capital, Narita, cerca de 8,2 mil pessoas tiveram que passar a noite no aeroporto porque os serviços de ferrovia e ônibus foram cancelados devido ao fechamento de várias estradas próximas. Além disso, devido aos ventos fortes, nos dois terminais foram cancelados outros 250 voos, a maioria domésticos.

Quase 300 mil passageiros foram afetados pelos atrasos que a nevasca provocou nas linhas de trem bala Tokaido e Sanyo, que unem Tóquio com a faixa ocidental da ilha de Honshu, a maior do Japão. Alguns trechos de estradas paralelos a essas linhas de trem permanecem fechados.

A frente fria se deslocou agora para a região nordeste de Honshu, onde a Agência Meteorológica decretou o alerta pela neve e pelo vento. Nessa região, nas cidades de Miyagi e Fukushima, ta

 

mbém foram registrados cortes de luz.

A nevasca também parece ter afetado as eleições para governador de Tóquio, realizadas hoje com apenas 34% de participação.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãoNevasca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.