Nevasca causa 4,2 mil cancelamentos de voos nos EUA

Tempestade atingiu Nova York, Boston e Filadélfia, além de partes do Canadá; velocidade do vento chegou a 60 km/h

GUSTAVO CHACRA, CORRESPONDENTE / NOVA YORK, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2013 | 02h02

Pouco mais de três meses após serem atingidas pelo furacão Sandy, Nova York e outras cidades da região nordeste dos Estados Unidos, entre elas Boston e Filadélfia, além de partes do Canadá, enfrentaram ontem uma das maiores nevascas dos últimos cem anos, com ventos ultrapassando os 60 quilômetros por hora. A previsão é que, na manhã de hoje, o acúmulo de neve chegue a quase um metro em algumas áreas.

Os aeroportos foram fechados e deveriam reabrir hoje à tarde. Mais de 4,2 mil voos foram cancelados no país. Apenas em Nova York, ocorreram 1,7 mil cancelamentos. Pelo menos cinco voos entre o Brasil e os EUA foram suspensos.

Autoridades recomendaram que as pessoas não saíssem de suas casas durante a noite. Em Massachusetts, o governo determinou que as pessoas não circulassem com seus carros a não ser em casos de emergência.

O transporte ferroviário foi interrompido em toda a região nordeste e o retorno à normalidade dependeria da intensidade da tempestade.

Rhode Island e Connecticut decretaram estado de emergência. As aulas foram suspensas na maior parte das cidades do nordeste americano.

Nesta semana, ocorre na cidade a New York Fashion Week, cuja organização ontem estudava a possibilidade de cancelar os desfiles por um dia. Muitos habitantes desta região decidiram se precaver, indo a supermercados e farmácias para comprar mantimentos. Também havia filas nos postos de gasolina, pois houve falta de combustível depois do furacão no ano passado.

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, pediu para as pessoas "ficarem longe das ruas e de seus carros". "Permaneçam em suas casas", acrescentou.

Ontem, para facilitar o retorno da população para sua casa depois do trabalho, a prefeitura colocou mais ônibus e trens de metrô em circulação na cidade, que tinha acumulado até meio metro de neve. Um dos temores era a inundação de áreas costeiras que ainda lutam para se reconstruir depois da destruição do furacão Sandy.

Europa. No norte da Espanha, a neve interditou oito estradas em Navarra. A rodovia que liga a cidade de Pamplona à França teve o tráfego de veículos pesados impedido. Uma inundação também interditou uma estrada na região semiautônoma. As autoridades recomendaram o uso de correntes nos pneus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.