Nevascas castigam os Bálcãs pelo segundo dia seguido

Regiões inteiras da Europa Oriental e dos Bálcãs foram atingidas por pesadas nevascas pelo segundo dia consecutivo nesta quinta-feira, deixando dezenas de pessoas isoladas em carros e vários municípios sem eletricidade. Algumas áreas tiveram três metros de neve acumulada sobre o solo. Na Romênia, um trem com 123 passageiros descarrilou porque os dormentes da ferrovia estavam congelados. Pelo menos 10 voos com partida ou chegada em Bucareste foram cancelados na noite de quarta-feira e voos vindos de Munique, Tel-Aviv e Dubai foram desviados para outros aeroportos.

AE, Agência Estado

26 de janeiro de 2012 | 14h51

Na Romênia, socorristas tiveram que retirar 340 pessoas dos seus automóveis nas rodovias ao redor do país, disse nesta quinta-feira o primeiro-ministro Emil Boc. Funcionários da emergência romena disseram que 100 pessoas foram transportadas para a capital após terem ficado retidas pela neve nos seus automóveis em duas autoestradas perto de Bucareste. O ministro da Defesa, Gabriel Oprea, disse que 1.500 socorristas ajudaram a retirar neve das ruas e estradas no sul do país, numa operação que envolveu o uso de tanques e outros equipamentos militares. As autoridades disseram que 22 vilarejos e cidades ficaram sem eletricidade na Romênia. O cruzamento na fronteira com a Bulgária na cidade de Giurgiu foi fechado.

Na vizinha Bulgária, mais de 100 comunidades ficaram sem eletricidade e o trânsito foi interrompido pela neve em várias estradas. O porto búlgaro de Varna, no Mar Negro, foi fechado por causa das nevascas, disseram autoridades.

O centro e o sul da Sérvia também foram atingidos pelas nevascas. Muitos vilarejos ficaram isolados por causa da neve. A principal rodovia que liga a Sérvia à Macedônia, ao sul, está coberta de neve mas não chegou a ser fechada, disseram as autoridades.

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.