Nevascas causam problemas em regiões dos EUA

Mais de cinco mil voos foram cancelados e ao menos 13 mortes foram registradas

O Estado de S. Paulo,

13 de fevereiro de 2014 | 02h26

(Atualizada às 16h20) NOVA YORK - Uma tempestade de inverno, que já causou mortes, se deslocou para o norte ao longo da costa leste dos Estados Unidos nesta quinta-feira, 13, levando chuva e neve a Washington e áreas de Nova York, cancelando voos e fechando escolas e repartições públicas.

Centenas de milhares de pessoas estavam sem luz no sudeste do país, um dia depois da chegada da tempestade. O acúmulo de neve afetou as linhas de eletricidade e as condições de ruas e estradas. Mais de 200 mil imóveis estiveram sem luz na Geórgia, 130 mil na Carolina do Sul e cerca de 30 mil em Louisiana.

A região da capital teve a nevasca mais forte deste inverno. O serviço de ônibus de Washington foi suspenso e os moradores, orientados a ficar em casa e evitar o acúmulo de neve.

Em Connecticut, o governador Dannel Malloy ordenou que os funcionários não essenciais ficassem em casa nesta quinta. O nordeste foi atingido por uma série de tempestades neste inverno, aumentando os gastos públicos com a retirada de neve.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, aumentou os recursos destinados para os efeitos do inverno em 60%, para US$ 92 milhões, dinheiro que será usado em suprimentos, manutenção, consertos em geral e combustível.

O Departamento de Saneamento da cidade contratou mais trabalhadores para atuar na retirada da neve das calçadas. "Os trabalhadores nos ajudam nas grandes tempestades, agindo nas áreas onde os equipamentos motorizados não chegam", disse Belinda Mager, porta-voz do departamento.

Os alertas de tempestade estão em vigor da Carolina do Norte até Maine. Cerca de 5 mil voos foram cancelados e outros 978 partiram atrasados nesta quinta-feira. Os aeroportos internacionais de Atlanta e da Filadélfia foram os mais atingidos, de acordo com o site FlightAware.com.

A tempestade, que tem levado chuva e neve do leste do Texas até as Carolinas desde terça-feira, causou a morte de pelo menos 13 pessoas no sul dos EUA./ REUTERS e AP

 
Tudo o que sabemos sobre:
EUAtempestade de neve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.