Nevascas continuam, mas situação em aeroportos europeus deve melhorar

Terminal de Heathrow amplia capacidade de operação; Paris espera dificuldades à noite

Agência Estado

22 de dezembro de 2010 | 09h15

Aviões de rotas internacionais permanecem parados em Heathrow, Londres.

 

LONDRES - A situação dos aeroportos na Europa deve melhorar a partir esta quarta-feira, embora as autoridades prevejam que as nevascas ainda devem prejudicar as operações, causando cancelamentos e atrasos nos voos.

 

O aeroporto de Heathrow, em Londres, o mais movimentado do mundo e onde a situação era mais crítica, informou que reabriu mais uma pista e deve operar em dois terços da capacidade. Na terça-feira, apenas um terços dos voos foi realizado normalmente.

 

O aeroporto tem sido criticado pela demora em limpar a neve que caiu no sábado, gerando em uma hora um acúmulo de 13 cm. A autoridade aeroportuária britânica, BAA, afirmou que investigará a conduta dos diferentes aeroportos para "tirar lições" da nevasca do fim de semana.

 

Na França. a autoridade de aviação civil, DGAC, informou em comunicado que uma nevasca deve começar a cair na tarde desta quarta "irá atrapalhar o tráfego aéreo nos aeroportos da região de Paris". Cerca de 15% dos voos, previstos para a noite, no Aeroporto Charles de Gaulle, principal aeroporto francês, devem ser cancelados. Na quinta os cancelamentos devem atingir 25% dos voos. Os cancelamentos no Charles de Gaulle devem começar às 18h (de Paris, 15h de Brasília).

 

Por causa da neve, a DGAC pediu que as companhias reduzam os voos na porcentagem indicada, de 15% para a noite desta quarta e 25% para o dia seguinte. Um porta-voz da entidade disse que o Aeroporto de Orly não é tão movimentado e tem maior capacidade de lidar com a neve.

 

A operadora do Aeroporto de Frankfurt, Fraport, informou que cancelou 68 voos, dos 1.360 pousos e decolagens marcados. Um porta-voz da empresa afirmou que isso ocorreu em parte pelos cancelamentos do dia anterior, e também pois alguns dos destinos dos voos não estavam operando hoje com 100% de sua capacidade. As três pistas do aeroporto alemão funcionam normalmente, disse o funcionário.

 

O porta-voz disse que a Fraport estava bem preparada para o inverno, mas os atrasos por causa da neve não podem ser evitados pois os pousos e decolagens com menor visibilidade exigem maiores distâncias de segurança do que em condições normais.

 

Na terça, a Comissão Europeia criticou a falta de preparo de alguns operadores aeroportuários do oeste europeu para lidar com o problema das nevascas, sem citar exemplos específicos. As informações são da Dow Jones.

 

As filas nos aeroportos refletiram no sistema de trens Eurostar que liga o Reino Unido à França pelo Canal da Mancha. A administração da linha disse que operará 43 de suas 52 partidas diárias da estação de St. Pancras, em Londres. Um especialista em transporte ferroviário criticou o grupo, afirmando que a direção do Eurostar deveria "se envergonhar" de não ampliar a oferta de trens.

 

Segundo o Conselho Internacional dos Aeroportos (ACI), a associação profissional de autoridades aeroportuárias europeias, 88% dos voos com saída ou destino na Europa estão operando.

 

Com informações das agências Associated Press e BBC

Tudo o que sabemos sobre:
Europanevascaaeroportosatrasosneve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.