Neve força cancelamento de mais de 800 voos na Europa

Fortes e pesadas nevascas na Europa prejudicaram o tráfego aéreo hoje, levando ao cancelamento de mais de 800 voos, mais de 600 na Alemanha, mas também prejudicando as viagens na Holanda, Suíça e norte da Itália. Na Alemanha, país mais atingido pela neve, muitas escolas permaneceram fechadas e pelo menos três pessoas morreram em acidentes de trânsito nas autoestradas.

AE, Agência Estado

17 de dezembro de 2010 | 17h42

Mais de 100 voos foram cancelados no Aeroporto de Schiphol de Amsterdã, disse a porta-voz Mirjam Snoerwang. A Eurocontrol, agência que monitora o tráfego aéreo na Europa, informou que os passageiros enfrentavam atrasos de mais de 4 horas nos voos que não foram cancelados em Amsterdã.

A agência climática KNMI da Holanda emitiu um alerta de fortes nevascas e condições muito perigosas de tráfego nas autoestradas e rodovias no oeste holandês. Grandes congestionamentos se formaram ao redor de Amsterdã, Roterdã e Haia. A neve também levou ao cancelamento de cerca de 100 voos na Suíça, onde o Aeroporto de Genebra foi fechado no começo da manhã de hoje, para depois ser reaberto após o meio-dia.

Em Frankfurt, segundo maior terminal aeroportuário do continente, 470 voos foram cancelados até o final da tarde de hoje, disse o porta-voz do aeroporto, Gunnar Scheunemann. O aeroporto teve que ser fechado na noite de ontem e cerca de 1 mil passageiros dormiram nos terminais. O aeroporto de Munique, segundo maior da Alemanha, teve 113 voos cancelados. Os aeroportos de Stuttgart e Dusseldorf tiveram 20 voos cancelados cada um.

As autoestradas ficaram cheias de automóveis e outros veículos. Só no Estado do Norte do Reno Westfália, as autoridades registraram um congestionamento de 185 quilômetros. Ocorreram 251 acidentes de trânsito relacionados ao tempo, com 19 pessoas feridas. Já no Estado sulista de Baden-Wuettemberg, aconteceram 108 acidentes de trânsito, com 17 feridos.

Dois homens morreram em um acidente no Estado da Baviera, de acordo com as autoridades. Os homens, com 54 e 44 anos, tentavam ajudar um amigo a retirar seu carro, atolado na neve, quando foram atingidos por outro automóvel, disse a polícia. No Estado de Hesse, uma mulher de 40 anos morreu em um engavetamento, disse a polícia.

A ilha italiana de Capri registrou a primeira nevasca em 25 anos, disse Luciano Garofano, funcionário da prefeitura. Limpadores de rua usavam água fervendo para derreter o gelo que se acumulou nas ruas do sofisticado destino turístico no Golfo de Nápoles. A neve também se acumulou nas praias da ilha vizinha de Ischia, cujas águas termais atraem visitantes o ano inteiro. Nevou em Roma e nas cidades da Toscana, como Florença e Siena. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ambientenevecancelamentovooEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.