Neve prende doze mil passageiros no sudoeste chinês

Nevascas afetam mais da metade do país; na província de Yunnan, 178 mil estão desabrigados

Efe,

18 de fevereiro de 2008 | 01h34

Doze mil passageiros estão presos em várias estações da China desde o fim de semana por causa da neve que mantém 14.000 quilômetros de estradas fechadas na província sudoeste chinesa de Yunnan, informou nesta segunda-feira, 18, a imprensa local. Desde final de janeiro, a neve castigou 19 províncias chinesas (mais da metade do país), incluindo Yunnan, no pior inverno no meio século neste país asiático. As nevascas coincidiram com o maior êxodo festivo chinês, o do Ano Novo Lunar, quando milhões de chineses retornam para suas províncias de origem para se reunir com suas famílias. O desastre natural afeta esta província desde o dia 19 de janeiro, com um total de 178.000 desabrigados e 20.000 veículos presos pela neve. Uma nova frente fria afeta o sudoeste chinês desde quinta-feira passada, segundo informou a agência estatal de notícias Xinhua.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinanevasca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.