Kathy Willens/AP
Kathy Willens/AP

News International pagará US$ 155 milhões em indenizações, diz jornal

Empresa de Rupert Murdoch é pivô em caso de escutas telefônicas ilegais na Grã-Bretanha

Reuters

29 de dezembro de 2011 | 14h27

LONDRES - O braço britânico da News Corp elevou o valor do fundo que será utilizado para indenizar vítimas de grampos telefônicos ilegais realizados por seus jornais, de 20 milhões de libras para 100 milhões de libras (US$ 155 milhões), disse o diário Independent nesta quinta-feira, 28.

 

A News International, de Rupert Murdoch, já reservou o dinheiro para encerrar diversas ações judiciais, algumas delas com custo esperado acima de 1 milhão de libras cada, segundo o jornal, que citou fontes ligadas à situação. Uma porta-voz da News International disse que o valor de 100 milhões de libras era "pura especulação".

A News International já fechou acordos em vários casos judiciais relacionados às escutas telefônicas ilegais com figuras públicas importantes, mas ainda está em negociações com várias outras vítimas, depois de ter admitido que celebridades, políticas e vítimas de crimes tinham sido alvo de escutas telefônicas realizados por jornais do grupo de mídia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.