News of The World se despede com 'obrigado e adeus'

O News of the World, o tabloide mais vendido do Reino Unido, assinou a primeira página de sua última edição com uma simples mensagem: "Obrigado e Adeus", encerrando 168 anos de publicação após se envolver num escândalo de grampos telefônicos.

CLARISSA MANGUEIRA, Agência Estado

09 de julho de 2011 | 20h15

Os jornalistas escreveram o próprio obituário do jornal antes de enviar a edição final do tabloide para as impressoras neste sábado à noite (horário local), desculpando-se por decepcionar seus leitores, mas sem admitir as recentes alegações de que funcionários da publicação pagaram a polícia por informações.

"Nós valorizamos os padrões elevados, nós exigimos altos padrões, mas, como estamos dolorosamente cientes agora, por um período de alguns anos até 2006, alguns que trabalharam para nós, ou em nosso nome, não cumpriram vergonhosamente essas normas", diz uma mensagem postada no site do tabloide.

"Muito simplesmente, perdemos o nosso caminho. Os telefones foram grampeados e por isso este jornal lamenta."

Rupert Murdoch, cujo império de mídia é dono do tabloide, é esperado em Londres amanhã para uma visita programada, afirmou uma pessoa familiarizada com seu itinerário sob condição de anonimato. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.