Nicarágua diz que representará Líbia na ONU

A Nicarágua disse que a Líbia escolheu um dos seus diplomatas para representar os interesses do país na Organização das Nações Unidas (ONU), mas um porta-voz disse que a entidade ainda não recebeu o comunicado oficial.

AE, Agência Estado

30 de março de 2011 | 16h01

O website do governo da Nicarágua informou hoje que o regime de Muamar Kadafi escolheu o diplomata Miguel D''Escoto para representá-lo na ONU e publicou um versão em espanhol de uma carta enviada pela chancelaria da Líbia ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre a indicação.

O porta-voz da ONU, Farhan Haq, disse que a entidade não recebeu a carta, mas que a missão da Nicarágua marcou uma coletiva de imprensa no prédio da ONU com D''Escoto. O comunicado da Nicarágua afirma que o diplomata escolhido antes pela Líbia não tinha visto de entrada nos Estados Unidos. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.