Nicarágua reconhece províncias separatistas da Geórgia

A Nicarágua tornou-se hoje o primeiro país depois da Rússia a reconhecer formalmente a independência da Ossétia do Sul e da Abkházia. Moscou e a Geórgia travaram uma guerra no mês passado que envolveu as duas províncias separatistas. O presidente Daniel Ortega apoiou a posição da Rússia em um discurso ontem, mas nenhuma ação formal havia sido tomada até a leitura, hoje, de um decreto do Ministério de Relações Exteriores."A Nicarágua reconhece as repúblicas irmãs da Ossétia do Sul e da Abkházia como os mais novos membros da comunidade internacional de nações independentes e nós damos boas-vindas a eles", afirmou o texto. A Rússia busca aliados em seu conflito com a Geórgia. As divergências sobre a condução do caso levaram as relações entre Moscou e o Ocidente ao pior nível desde o fim da Guerra Fria.Na semana passada, o presidente venezuelano Hugo Chávez, um aliado de Ortega, disse que a Rússia agiu corretamente ao reconhecer as duas províncias. Porém Chávez não reconheceu formalmente as regiões separatistas. Chávez criticou a Geórgia e qualificou o presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, como um "boneco" de Washington. Forças russas invadiram a Geórgia no mês passado, um dia depois de tropas do país vizinho terem atacado a Ossétia do Sul, região onde vivem muitos russos.

AE-AP, Agencia Estado

05 de setembro de 2008 | 15h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.