EFE/Behar Anthony
EFE/Behar Anthony

Nigéria, Tunísia e Malásia se unem à coalizão contra Estado Islâmico, diz Obama

Segundo líder americano, a vitória sobre o grupo vai levar tempo, mas os extremistas vão perder

O Estado de S. Paulo

29 Setembro 2015 | 17h49

NOVA YORK - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta terça-feira que a Nigéria, a Malásia e a Tunísia são os mais novos membros da coalizão liderada pelos americanos contra o avanço do grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

O anúncio foi feito durante o encontro de cúpula da Organização das Nações Unidas, em Nova York, sobre a luta contra o extremismo violento.

Mais de 60 países, incluindo nações árabes, estão trabalhando em conjunto no lançamento de ataques aéreos contra os militantes do EI, que já tomaram grandes regiões no Iraque e na Síria.

Obama disse que a vitória sobre o Estado Islâmico ainda vai levar tempo, mas os extremistas vão perder, pois não têm nada a oferecer além de sofrimento e morte./ Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.