Nigéria declara estado de emergência após atentados

Abuja, 31 - O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, declarou estado de emergência em áreas atingidas por violência do grupo radical islâmico Boko Haram e anunciou o fechamento de parte das fronteiras do país.

AE, Agência Estado

31 de dezembro de 2011 | 15h17

"Enquanto a busca por soluções duradouras prossegue, tornou-se imperativo adotar medidas decisivas necessárias para restaurar a normalidade no país, especialmente nas comunidades afetadas", Jonathan afirmou, em pronunciamento nacional.

"Em consequência, eu declarei estado de emergência nas seguintes partes da federação", acrescentou, listando partes dos Estados de Plateau, Yobe, Borno e Níger.

O presidente também acrescentou que dirigiu "o fechamento das fronteiras terrestres adjacentes às áreas afetadas para controlar incidentes quanto a atividades terroristas". Ele disse que as medidas eram necessárias, uma vez que "os terroristas se beneficiaram da presente situação para atingir alvos da Nigéria e recuar para longe do alcance da lei local". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nigériaemergênciaatentados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.