Nigéria reconquista cidade das mãos do Boko Haram

O Exército da Nigéria retomou o controle da cidade de Chibok, no nordeste do país, onde mais de 200 estudantes haviam sido raptadas por extremistas islâmicos há mais de seis meses.

Estadão Conteúdo

16 Novembro 2014 | 13h54

"Chibok está firmemente nas mãos do Exército nigeriano", afirmou o general Olajide Olaleye, relatando que os militares tomaram a cidade do controle do grupo Boko Haram. Olaleye também aconselhou os habitantes que deixaram o local a retornarem para suas casas. Milhares de moradores da região fugiram quando os rebeldes entraram na cidade atirando de caminhões e motos, na quinta-feira.

Chibok é uma cidade majoritariamente cristã, em que algumas famílias fazem o trabalho de traduzir a Bíblia para idiomas locais, incrustada no norte da Nigéria, que é predominantemente muçulmano.

Apesar dos militares retomarem o controle de Chibok, o Boko Haram ainda detém o controle de diversas cidades em uma área de mais de 20 mil metros quadrados, onde os insurgentes instauraram um califado islâmico, nas linhas do grupo Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

Os extremistas mantêm uma versão estrita da Sharia, amputando as mãos de supostos saqueadores e chicoteando pessoas por infrações como fumar cigarros.

O Exército informou no dia 17 de outubro que havia firmado um acordo de cessar-fogo com o Boko Haram e que estava negociando a libertação das estudantes, mas o líder dos extremistas, Abubakar Shekau, afirmou que as jovens haviam se convertido ao Islã e casado com seus combatentes. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
NigériaBoko Haram

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.