Nigeriano é acusado formalmente de tentar explodir avião

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou formalmente o nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab, de 23 anos, por tentar explodir ontem o avião que fazia a rota Amsterdã, na Holanda, a Detroit, nos EUA.

AE-AP, Agencia Estado

26 de dezembro de 2009 | 20h35

Segundo o departamento, ele carregava um aparelho que continha explosivos preso ao seu corpo. O governo norte-americano afirmou que, quando o avião se aproximava do Aeroporto Metropolitano de Detroit, Abdulmutallab falou a passageiros que não se sentia bem do estômago e se cobriu com um lençol. Ele acionou o aparelho, que apenas disparou fogo em vez de detonar uma explosão.

De acordo com um documento entregue ao tribunal em Detroit, uma análise preliminar do aparelho indicou que ele continha PETN, também conhecido como pentaeritrol.

Tudo o que sabemos sobre:
atentadoEUAaviãonigeriano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.