Nigeriano tenta mediar crise na Costa do Marfim

Em meio a quase dois meses de impasse político e violência na Costa do Marfim, o ex-presidente nigeriano Olusegun Obasanjo reuniu-se ontem, separadamente, com os líderes das duas facções em disputa, tentando intermediar um acordo que coloque um ponto final na crise.

AE, Agência Estado

10 de janeiro de 2011 | 08h33

Mediador do acordo que encerrou três décadas de guerra civil na Costa do Marfim, Obasanjo esteve pelo menos duas vezes entre o sábado e o domingo com o presidente de facto, Laurent Gbagbo, e o líder opositor reconhecido pela comunidade internacional como legítimo vencedor das eleições de novembro, Alassane Ouattara.

Gbagbo diz ter vencido as eleições e afirma que não deixará o poder. Países da região, a Organização das Nações Unidas (ONU) e os Estados Unidos o acusam de fraude e exigem que ele entregue o poder imediatamente a Ouattara. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.