Nigerianos culpam estatal de petróleo por morte de 125

Moradores revoltados acusaram neste domingo a companhia estatal nigeriana de petróleo de não ter reparado um oleoduto danificado que vazou combustível durante semanas antes de explodir e causar a morte de 125 pessoas.O chefe da aldeia de Onicha Amiyi-Uhu, Charles Onoha, disse que alertou funcionários da empresa estatal há um mês sobre a ruptura do oleoduto no sudeste do país. A explosão ocorreu na noite de quinta-feira e matou principalmente jovens e crianças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.