Níveis de radiação no oriente da Rússia estão normais, segundo autoridades

Controles dos níveis de radiação são efetuados em uma periodicidade de duas horas

Efe,

16 de março de 2011 | 04h54

MOSCOU - Os níveis de radiação nas regiões do extremo oriente da Rússia, vizinha do Japão, estão normais, informou nesta quarta-feira, 16, o Ministério para Situações de Emergência.

 

"Às 5h00 (horário local de Moscou) não havia registro de aumento dos níveis de radiação nas regiões do extremo oriente", afirmou parte do departamento regional, citado pela agência russa Interfax.

 

Os controles dos níveis de radiação são efetuados por diversos serviços com uma periodicidade de duas horas.

 

As autoridades afirmaram que o vazamento da usina japonesa de Fukushima não representa risco de contaminação radioativa para a população russa. O Ministério para Situações de Emergência declarou que conta com todos os meios necessários para enfrentar as consequências de uma eventual contaminação.

 

Segundo o Serviço Meteorológico da Rússia, mesmo se houver falhas na planta de Fukushima, levando a formação de uma nuvem radioativa, esta não atingiria o território russo, pois os ventos do extremo oriente do país sopram em direção leste do Oceano Pacífico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.