No Brasil, Uribe elogia 'vitória democrática' de Chávez

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, felicitou hoje seu colega venezuelano, Hugo Chávez, pela "vitória democrática" no referendo constitucional realizando ontem naquele país. Na consulta popular, foi aprovada a reeleição ilimitada para cargos públicos, o que permite a Chávez, no poder há 10 anos, concorrer a um novo mandato. "Felicitações a Chávez, porque foi uma vitória democrática", destacou Uribe, que está em visita ao Brasil. Os dois lideres sul-americanos têm uma relação tumultuada. Uribe, por exemplo, afastou Chávez das negociações com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).O presidente colombiano participou na tarde de hoje de almoço com cerca de 250 empresários do grupo de Líderes Empresariais (Lide), em um hotel na capital paulista. Apesar de felicitar Chávez, Uribe evitou comentar se gostaria que fosse realizado um referendo para uma reforma na constituição colombiana que lhe permitisse concorrer novamente à reeleição no fim deste seu segundo mandato, em 2010. O presidente da Colômbia está desde 2002 no cargo.Em entrevista coletiva, Uribe "agradeceu a disposição" do governo brasileiro em receber guerrilheiros desmobilizados, que renunciaram à luta armada. A disposição do governo de Luiz Inácio Lula da Silva de receber esses ex-rebeldes foi confirmada pelo assessor especial da presidência, Marco Aurélio Garcia.CriseNo evento com empresários do Lide, o presidente colombiano fez um convite aos executivos brasileiros para que invistam em seu país, destacando que a Colômbia faz parte dos países que respeitam os investimentos (estrangeiros). Ainda sobre a crise financeira global, Uribe disse que seu país está em "boas condições" para enfrentá-la. E aproveitou para elogiar também o comportamento do Brasil neste sentido. "As medidas no Brasil vão permitir que as empresas (brasileiras) superem a crise", afirmou.Considerado de direita, Uribe defendeu um consenso na América Latina, independente de posições ideológicas. "Respeito a iniciativa privada com responsabilidade social" foi a bandeira defendida por Uribe no encontro de hoje com empresários do grupo Lide.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.