No Egito, estudantes manifestam apoio ao Iraque

Milhares de estudantes de diversas partes do Egito manifestaram hoje seu apoio ao Iraque e oposição a uma eventual guerra liderada pelos Estados Unidos contra o governo de Saddam Hussein. Eles entoavam o grito de "Bagdá, não se preocupe, é vitória ou morte".Mais de 7.000 estudantes participaram da marcha na Universidade do Sul do Vale do Nilo, onde queimaram um boneco com o rosto do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.Além de prestar apoio ao povo iraquiano, os estudantes denunciaram "as bárbaras práticas israelenses" contra o povo palestino. Eles pediram mais dinheiro e apoio dos árabes para ajudar os palestinos."Vocês, líderes muçulmanos, saibam que não tememos os judeus. Abram as fronteiras para nós", gritaram estudantes da Universidade de Mounofia, pedindo o direito de lutar.Ainda em Mounofia, cerca de 3.000 estudantes reuniram-se no câmpus e vestiram túnicas brancas para demonstrar que estavam dispostos a morrer como mártires para "salvar o Iraque".Outros mil jovens participaram de outros protestos em diversas universidades do Cairo, onde foram queimadas bandeiras de Estados Unidos, Grã-Bretanha e Israel.Ao todo, as manifestações de hoje reuniram mais de 20.000 estudantes em todo o Egito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.