No Egito, tribunal condena 3 ex-aliados de Mubarak

Um tribunal do Egito condenou hoje três ex-integrantes do governo de Hosni Mubarak por corrupção. O ex-primeiro-ministro Ahmed Nazif recebeu pena de um ano de condicional. Já o ministro do Interior que mais tempo ocupou o cargo, Habib el-Adly, foi condenado a cinco anos de prisão. Ele já cumpre uma sentença de 12 anos também por corrupção, em outro caso.

AE, Agência Estado

12 de julho de 2011 | 15h48

Youssef Boutros-Ghali, que foi ministro de Finanças de Mubarak, foi julgado à revelia e condenado a dez anos de cadeia. Os três foram considerados culpados por "lucros ilegais" com a fabricação e venda de novas placas de carros adotadas em todo o país no ano passado. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.