No Haiti, cresce nº de casos de cólera após tempestade

O número de casos de cólera está aumentando em partes do Haiti atingidas pelas fortes chuvas do início desta semana. Alain Legarnec, chefe da missão francesa do grupo Médicos do Mundo, disse hoje que uma clínica na cidade de Jeremie tratou 77 pessoas com cólera nos últimos dias. O número é cinco vezes maior do que na semana passada e a causa provável é o aumento do nível dos rios, disse Legarnec.

AE, Agência Estado

10 de junho de 2011 | 21h01

Uma forte tempestade passou pelo Haiti e outras ilhas do Caribe na segunda-feira, 6, deixando cidades inundadas e casas destruídas. A capital haitiana e o sul do país foram as áreas mais afetadas. O número de mortos é de 28 pessoas e seis ainda estão desaparecidas, relatou Marie Alta Jean-Baptiste, diretora do Departamento de Proteção Civil do Haiti.

A tempestade ocorreu poucos dias depois do grupo de ajuda internacional Oxfam afirmar que seus integrantes perceberam um aumento dos casos de cólera em Carrefour, área densamente povoada na zona oeste de Porto Príncipe. Segundo a Oxfam, seus funcionários tratam mais de 300 novos casos por dia, três vezes mais que quando houve o surto da doença no último outono. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdecóleraHaiti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.