No Haiti, juiz deve recomendar libertação de americanos

Bernard Saint-Vil, juiz haitiano encarregado de decidir se os dez missionários norte-americanos detidos devem ir a julgamento, disse hoje que recomendará a libertação deles, após ter encerrado os interrogatórios ontem. A prisão do grupo se deu em razão de os norte-americanos terem tentado levar diversas crianças sem documentos para fora do Haiti, depois do terremoto de 7 graus na escala Richter que devastou o país, no dia 12.

AE-AP, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 14h54

O juiz enviará sua recomendação ao promotor, que pode aceitá-la ou contestá-la. No entanto, Saint-Vil possui a autoridade final para decidir se eles devem permanecer detidos ou devem ser soltos. Ele não deu detalhes e não está ainda claro se a recomendação dele significará que as acusações contra os missionários serão retiradas.

Tudo o que sabemos sobre:
Haititerremotoamericanoslibertação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.