Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

No hotel de Christina Kirchner, luxo e suspeitas

Uma das hospedagens mais luxuosas de El Calafate, com diárias a partir de R$ 1.140, foi alvo de uma operação da polícia argentina

O Estado de S.Paulo

03 de novembro de 2015 | 05h00

EL CALAFATE - Um dos hotéis mais luxuosos da cidade, o Alto Calafate pertence à presidente argentina, Cristina Kirchner. A instalação conta com mais de 100 quartos, sauna, duas piscinas aquecidas e restaurante internacional, além de spa com massagens cobradas à parte. Os quartos são amplos e confortáveis e o café da manhã é farto. Localizado na entrada da cidade, a vista que se tem do hotel é para o Lago Argentino.

As diárias saem a partir de 2,8 mil pesos argentinos (R$ 1.140) por dia para casal na alta temporada. O ponto fraco do hotel é o Wi-Fi, que nem sempre funciona.

No ano passado, o Alto Calafate Hotel foi alvo de uma operação da polícia, que apreendeu documentos. Dos mais de 100 quartos, apenas 7 estavam ocupados por funcionários das Aerolíneas Argentinas, que foi estatizada em 2008. A justiça argentina suspeita que diárias fantasmas dos hotéis de Cristina sejam usadas para lavar dinheiro de corrupção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.