No Iêmen, presos fogem após ataque da Al-Qaeda

Dezenas de prisioneiros fugiram hoje de uma prisão na cidade de Al-Mukalla, no sudoeste do Iêmen, e um guarda foi morto após um ataque de militantes da Al-Qaeda ao local, disseram fontes do setor de segurança à France Presse.

AE, Agência Estado

22 de junho de 2011 | 10h51

Os confrontos com metralhadoras ocorreram entre os guardas da prisão em Al-Mukalla, capital da província de Hadramawt, e militantes da Al-Qaeda que atacaram a cadeia para libertar prisioneiros, segundo as fontes. Acredita-se que viviam na prisão mais de 100 militantes da rede terrorista, 58 dos quais haviam sido julgados em tribunais e recebido penas, disse uma fonte.

Um funcionário do setor médico no hospital Iben Seena afirmou que um segurança foi morto e dois ficaram feridos, no confronto em que vários militantes também se feriram. Uma fonte da sociedade civil disse que cerca de 40 prisioneiros conseguiram escapar. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IêmenAl-Qaedaataquefuga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.