No México, Obrador convoca ato para pedir recontagem de votos

O candidato derrotado nas eleições presidenciais do México, Andrés Manuel López Obrador, do Partido Revolucionário Democrático (PRD), convocou seus simpatizantes a realizarem uma manifestação nesta segunda-feira diante do tribunal eleitoral mexicano, para pedir uma recontagem total dos votos.Obrador alega que houve fraude generalizada no pleito, realizado no dia 2 de julho, mas, no último sábado, o tribunal rejeitou o seu pedido, aprovando apenas uma recontagem parcial, de menos de 10% das urnas. Milhares de seus partidários, que estão acampados na praça do Zócalo, no coração da Cidade do México, disseram que vão criar mais bloqueios nas principais ruas de acesso à área. Segundo correspondentes, eles já conseguiram prejudicar bastante a movimentação na capital mexicana, mas não foram presos pois o partido de López Obrador tem a prefeitura da cidade.Desde o domingo, o centro da metrópole de 20 milhões de habitantes é palco de acampamentos que López Obrador descreveu como "pacífico".O candidato conservador, Felipe Calderón, do Partido da Ação Nacional (PAN), acabou sendo considerado o vitorioso nas eleições de julho com uma vantagem de menos de 1% dos votos.O tribunal eleitoral tem até o dia 6 de setembro para declarar presidente um dos candidatos, ou anular as eleições.O novo presidente substituirá Vicente Fox no dia 1º de dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.