No Natal, papa reza pela paz na África, Iraque e Oriente Médio

O papa João Paulo II pediu ao Menino Jesus por paz no Sudão, Iraque e no Oriente Médio, mas também expressou esperança em sua mensagem de Natal anunciada neste sábado. O papa destacou que os esforços pela paz trarão ao mundo um futuro mais tranqüilo.O pontífice saudou milhares de romanos, turistas e peregrinos que foram à Praça de São Pedro para ouvir o tradicional discurso Urbi et Orbi ("À Cidade e ao Mundo") e mensagens de Natal em dezenas de línguas. "Bebê de Belém, profeta da paz, encoraje as tentativas de construção da paz", disse João Paulo II. "Penso na África, na tragédia de Darfur no Sudão, da Costa do Marfim e da região dos Grandes Lagos"."Com grande apreensão, acompanho a situação no Iraque. E como poderia não olhar com preocupação ansiosa, mas também com confiança invencível, para a Terra da qual é Filho?", prosseguiu o papa, numa referência ao Oriente Médio.Crianças e adultos acenaram com bandeiras, enquanto o papa, vestido com túnica dourada e colorida, percorria o local com seu papa-móvel. ?As iniciativas pela paz devem trazer um presente e um futuro mais tranqüilos para muitos de nossos irmãos e irmãs no mundo?, disse João Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.