No Paquistão, Exército mata 751 rebeldes taleban

Forças paquistanesas voltaram a atacar ontem o grupo Taleban no Vale do Swat, intensificando a ofensiva que já provocou a morte de 751 militantes e a fuga de 1,3 milhão de civis. Nos ataques de ontem, os militares se posicionaram atrás das linhas inimigas. "A missão é conduzir operações de busca e destruição", disse o porta-voz das forças paquistanesas, Athar Abbas.O enviado especial dos EUA para Afeganistão e Paquistão, Richard Holbrooke, revelou preocupação com o drama dos civis: "Temos uma enorme, enorme crise de refugiados." Em reunião na ONU, o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, pediu ajuda internacional para os civis desabrigados, alertando para o risco de uma "catástrofe humana".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.