No Paquistão, pesquisa mostra que 75% apóiam saída de presidente

Setenta e cinco por cento dospaquistaneses querem a saída do presidente Pervez Musharraf,mostrou uma pesquisa divulgada na segunda-feira pelo InstitutoInternacional Republicano, com sede nos Estado Unidos. A pesquisa, divulgada uma semana antes de o país votar naeleição que pode antecipar a saída de Musharraf do poder, umaliado dos Estados Unidos, mostrou ainda que o índice deaprovação de Musharraf caiu novamente para 15 por cento. Segundo o IRI (na sigla em inglês), o assassinato da líderde oposição Benazir Bhutto, no dia 27 de dezembro, "teve grandeimpacto no cenário político do país", e o partido daex-primeira-ministra foi beneficiado tanto por uma onda desimpatia como por um sentimento contrário ao governo. Realizada no fim de janeiro, a pesquisa mostrou que 50 porcento dos entrevistados disseram que votariam no PartidoPopular do Paquistão (PPP), de Bhutto, enquanto 22 por cento sedeclararam favoráveis ao partido de Nawaz Sharif,primeiro-ministro deposto por Musharraf no golpe de 1999, eapenas 14 por cento apoiaram a Liga Muçulmana do Paquistão, quetem dado apoio a Musharraf desde que ele chegou ao poder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.