Emilio Morenatti/AP
Emilio Morenatti/AP

No próximo sábado, Vaticano concederá perdão a quem abortou

Igreja deu permissão especial aos padres que ouvirão confissões no Dia Internacional da Juventude

Reuters

17 de agosto de 2011 | 17h00

MADRI - O Vaticano permitirá que padres concedam o perdão a quem já cometeu o pecado do aborto no próximo sábado, informa um comunicado da Arquidiocese de Madri publicado nesta quarta-feira, 17. A permissão especial foi dada por ocasião do Dia Mundial da Juventude, quando milhares de peregrinos comparecem à confissão em massa promovida pelo papa Bento XVI.

 

O pecado do aborto geralmente é punido na Igreja Católica com a excomunhão. A peregrinação, porém, será uma oportunidade para que os jovens que forem a Madri tenham uma nova chance na religião, segundo o comunicado. "A concessão serve para facilitar aos fiéis que forem ao Dia Mundial da Juventude a obtenção dos frutos da graça divina", afirma a nota.

 

No Parque do Retiro, no centro da capital espanhola, foram instaladas 200 cabines de confissão, onde os padres ouvirão as centenas de milhares de fiéis que devem peregrinar. O próprio papa Bento XVI ouvirá os pecados de três jovens e celebrará uma missa ante 6 mil seminaristas.

 

A visita do pontífice à Espanha começa na quinta-feira e termina no domingo com uma missa no Aeroporto Cuatro Vientos, onde são esperadas mais de 2 milhões de pessoas. Os custos da viagem papal, porém, irritaram alguns grupos, já que ocorrem em um momento no qual o país atravessa dificuldades econômicas, e protestos ocorreram já nesta quarta em Madri.

 

O primeiro-ministro espanhol, José Luis Zapatero, já entrou em conflito com a Igreja espanhola sobre o aborto. Durante seu mandato, ele alterou as leis e atenuou as restrições para a prática com o objetivo de facilitar a situação de mulheres que lidavam com uma gravidez indesejada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.