No Quênia eleição escolhe presidente e 210 deputados

O atual presidente, Mwai Kibaki, tenta a reeleição; líder da oposição liderou as intenções de voto

Efe,

27 de dezembro de 2007 | 03h27

Os quenianos começaram a votar nas eleições presidenciais e legislativas nesta quinta-feira, 27. O atual presidente, Mwai Kibaki, tenta a reeleição. Mais de 14 milhões de quenianos poderão votar no pleito mais disputado da história do país.   Kibaki, de 76 anos, do Partido União Nacional (PNU), tem como maior rival Raila Odinga, de 62, do Movimento Democrático Laranja (ODM). O líder da oposição liderou as pesquisas de opinião, mas com uma vantagem cada vez mais estreita.   As seções eleitorais abriram os trabalhos às 6 horas (1 hora de Brasília). Em Nairóbi, a capital, não havia grande presença policial e o céu estava claro, depois da chuva que caiu durante a noite.   Além dos dois favoritos, concorrem outros sete candidatos presidenciais. Entre eles, quem tem maiores possibilidades é Musyoka Kalonzo, de 54 anos, do Movimento Democrático Laranja do Quênia (ODM-K), ex-companheiro de partido de Odinga.   Durante a longa campanha eleitoral, a oposição acusou o governo de tentar operações irregulares para garantir a vitória de Kibaki.   Na quarta-feira, 26, na véspera da votação, três policiais morreram por causa dos distúrbios provocados por um grupo de militantes da oposição. Eles acusam a polícia de atuar em benefício dos candidatos governamentais.

Tudo o que sabemos sobre:
Quêniaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.