Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

No Uruguai, aprovação de Tabaré beneficia Mujica

A expansão econômica e a popularidade do governo de Tabaré Vázquez estão ajudando o candidato governista, José Mujica, nas eleições uruguaias, segundo analistas. Cinco anos após assumir a presidência, Tabaré, um socialista moderado da coalizão Frente Ampla, tem 64% de aprovação, segundo a consultoria Estudos Mori.

AE, Agencia Estado

23 de outubro de 2009 | 08h43

O índice do atual presidente é muito maior que o de seu antecessor, Jorge Battle (2000-2005), no fim de seu mandato - menos de 15%. Mas enquanto Battle enfrentou uma forte recessão, secas e inundações, Tabaré pegou carona na expansão econômica mundial da segunda metade da década. Desde que ele foi eleito, as reservas do Banco Central passaram de US$ 2,5 bilhões para US$ 8 bilhões.

"A recuperação econômica levará grande parte do eleitorado uruguaio a votar em Mujica", disse ao Estado o cientista político Gerardo Caetano. Ex-guerrilheiro tupamaro, Mujica elegeu como vice em sua chapa Danilo Astori, ex-ministro da Economia responsável pela recuperação do país, numa tentativa de garantir até a confiança do empresariado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Uruguaieleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.