Nobel 'alternativo' premia ecologia, pacifismo e sanitarista

Congolês, neozelandês, etíope e canadense têm trabalho reconhecido e levam prêmio de 50 mil euros

Efe,

13 de outubro de 2009 | 06h32

A fundação Right Livelihood Award outorgou nesta terça-feira, 13, o denominado Nobel Alternativo ao congolês René Ngongo, ao neozelandês Alyn Ware, à etíope Catherine Hamlin e ao canadense David Suzuki, que levou o prêmio honorário.

 

O júri reconheceu a luta pela proteção das florestas de Ngongo, o compromisso para promover a paz e contra as armas nucleares de Ware, o trabalho sanitário de Hamlin e a defesa do uso responsável da ciência de Suzuki.

 

Ngongo, Ware e Hamlin receberão 50 mil euros do prêmio, que distingue o trabalho social de pessoas e instituições de todo o mundo e é considerado um preliminar do Nobel da Paz.

Tudo o que sabemos sobre:
Nobel alternativo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.