Normas atuais são suficientes para atuar no Iraque, diz inspetor

O chefe dos inspetores de armamentos da ONU, Hans Blix, afirmou hoje que as resoluções do Conselho de Segurança da organização, já em vigor, dão autoridade suficiente para que a equipe de inspetores vá ao Iraque. Ele afirmou que, caso exista necessidade de novas regras, o melhor é que isso seja feito logo. Blix fez estas declarações a jornalistas logo depois de reunir-se com membros do Conselho de Segurança.Segundo ele, a maior parte das divergências com o Iraque foram solucionadas nas conversações realizadas no começo desta semana em Viena. ?Mas há questões menores e pontas soltas que precisam ser resolvidas antes de irmos para Bagdá", disse. Sobre as resoluções do Conselho de Segurança que orientam o trabalho dos inspetores, Blix afirmou: "Seria estranho se nós estivéssemos fazendo inspeções e chegasse um novo mandato, com novas orientações. Seria melhor ter essas coisas logo. Minha impressão é de que há muita intensidade nas conversações sobre isso."Os EUA estão tentando convencer o Conselho de Segurança a adotar uma nova resolução sobre as inspeções no Iraque, para determinar se o país tem armas de destruição em massa (nucleares, químicas ou biológicas), informou a Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.