Norte-irlandeses relembram cem anos do lançamento do Titanic

Belfast tenta usar o status de 'berço' da embarcação para atrair turistas

31 de maio de 2011 | 15h17

Vestidas a caráter, crianças compareceram ao evento

 

DUBLIN - Os norte-irlandeses relembraram nesta terça-feira, 31, o aniversário de cem anos do lançamento do famoso transatlântico Titanic. Dezenas de crianças e adultos compareceram ao evento na capital do país, Belfast.

 

Por décadas, a capital norte-irlandesa tentou esconder o status de "berço" da colossal embarcação devido à fama do desastre em que o Titanic se envolveu dez meses depois do seu lançamento no mar. Desde a estreia do filme de James Cameron que dramatiza o naufrágio, porém, Belfast tem investido no turismo para seu estaleiro e para suas instalações marítimas.

 

"Assim que você diz Titanic, as pessoas pensam no naufrágio. Mas aqui em Belfast, estamos tentando recapturar a ideia de que o Titanic é algo do qual devemos nos orgulhar. Esse imenso, fabuloso invento do homem foi construído bem aqui", disse o reverendo Chris Bennet, um ministro protestante da Irlanda do Norte.

 

Às 12h13, a multidão presente no local aplaudiu e festejou por exatos 62 segundo - o mesmo tempo que o Titanic levou para deslizar completamente da plataforma de montagem para as águas do porto de Belfast pela primeira vez.

 

À época, em 1911, apenas o casco do navio e seus 3 milhões de parafusos foram lançados em 31 de maio. O resto da embarcação foi montado nos 10 meses seguintes, antes da fatídica viagem a Nova York que terminou com o afundamento e a morte de mais de 1.500 de seus 2.200 passageiros e tripulantes.

 

Carl Grant, 11 anos, posa para fotos antes do evento religioso programado

 

Descendentes das vítimas do naufrágio também foram convidados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.