Noruega diz que plano para floresta ajuda povos indígenas

Governo se negou, no entanto, a estabelecer pré-condições para que direitos dos indígenas sejam respeitados

Alister Doyle, Reuters

15 de outubro de 2008 | 16h04

A Noruega prometeu na quarta-feira defender os direitos dos povos indígenas como parte de seu investimento de quase 500 milhões de dólares anuais em países tropicais para conter o desmatamento e o aquecimento global.     Veja também: Especial: Maiores Dematadores do País  A evolução do desmatamento na Amazônia Ainda há tempo para salvar a maior biodiversidade do mundo?  Crise financeira não afasta nações do Fundo Amazônia, diz Minc Mas o ministro do Meio Ambiente, Erik Solheim, rejeitou o pedido de grupos em defesa dos direitos humanos de Oslo, que lideram as doações à preservação de florestas e queriam estabelecer pré-condições fixas para que os governos respeitem os direitos dos povos indígenas da Amazônia até a bacia do Congo. A ONU diz que o desmatamento é reponsável por 20% das emissões de gases causadores do efeito estufa provenientes de atividades humanas. As árvores absorvem carbono ao crescer e o liberam quando apodrecem ou são queimadas. "Faremos o que pudermos para influenciar" os governos a garantir os direitos dos povos indígenas, disse Solheim à Reuters em uma conferência internacional sobre direitos indígenas e desmatamento. "O diálogo tem muito mais probabilidade de funcionar do que uma nação pequena nos limites da Europa... correndo o mundo e estabelecendo condições", disse ele sobre o país nórdico. Alguns especialistas presentes na conferência apelaram para que Solheim - cujo governo prometeu investir 3 bilhões de coroas norueguesas (477,1 milhões de dólares) por ano para conter o desmatamento - se comprometa mais. "Nós não temos reconhecido os direitos indígenas", disse Andy White, da Inicitativa de Direitos e Recursos, organização sem fins lucrativos com base em Washington. White disse que os planos internacionais para vigiar as florestas devem incluir avaliações mais severas sobre direitos humanos. Muitas tribos indígenas temem ser expulsas das florestas porque não têm direitos formais de propriedade da terra onde vivem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.