Noruega homenageia mortos um ano após atentado

A Noruega parou neste domingo para homenagear os 77 mortos no massacre perpetrado há exatamente um ano pelo extremista de direita Anders Behring Breivik. Em 22 de julho do ano passado, o autor confesso dos atentados detonou uma bomba no distrito administrativo de Oslo, onde oito pessoas morreram, e abriu fogo contra participantes de um acampamento da Juventude Trabalhista na ilha de Utoya, onde mais 69 pessoas foram assassinadas.

AE, Agência Estado

22 de julho de 2012 | 15h05

O primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg, participou de uma cerimônia no local do atentado à bomba em Oslo e declarou que Breivik não conseguiu atingir seu objetivo declarado, que era a destruição do compromisso da Noruega com uma sociedade inclusiva e multicultural.

"A bomba e os tiros tinham a intenção de mudar a Noruega", declarou Stoltenberg perante centenas de pessoas que assistiram à cerimônia em silêncio. "A resposta do povo norueguês foi abraçar seus valores. O agressor perdeu. O povo ganhou". As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Noruegaatentadoaniversário

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.