(AP Photo/David J. Phillip)
(AP Photo/David J. Phillip)

Homem mata casal e seis crianças nos EUA

Um dos meninos era filho do agressor, que tem histórico de violência doméstica; disputa com ex-parceira teria motivado crime, diz polícia

O Estado de S. Paulo

09 de agosto de 2015 | 10h57

HOUSTON, EUA - (Atualizada às 19h) Seis crianças e dois adultos foram encontrados mortos em uma casa na região de Houston, no Texas, na noite de sábado. O suspeito, identificado como David Conley, 49 anos, foi preso após trocar tiros com a polícia, segundo autoridades locais. Elas informaram que as oito vítimas foram algemadas e baleadas na cabeça. 

Valerie Jackson, de 40 anos, foi morta com o marido, Dwayne Jackson, e com os filhos de 6, 7, 9, 10, 11 e 13 anos. Uma das crianças mortas, identificada como Nathaniel, era filho de Conley com Valerie. Tim Cannon, vice-xerife do condado, disse que aparentemente a motivação do crime teria sido uma disputa entre Conley e sua ex-companheira, como noticiou a imprensa local. Conley tinha histórico de violência doméstica e já havia sido detido em várias ocasiões. Ele chegou a agredir Valerie em episódios anteriores. 

Depois de receber uma chamada, a polícia foi até a casa da família, em Falling Oaks Road, às 21h (hora local) do sábado, explicou o porta-voz da polícia do Condado de Harris, Thomas Gilliland, à emissora KHOU-TV. O porta-voz disse que a polícia recebeu a informação de que um homem nessa casa já era procurado por agressão contra um parente. Como havia histórico de violência doméstica, a polícia decidiu cercar a casa. 

Gilliland disse que, enquanto aguardavam a chegada de uma Unidade de Operações de Alto Risco, os agentes viram, por uma janela, o cadáver de um menino. Quatro agentes entraram à força na casa e o homem os recebeu a tiros. Os policiais recuaram, à espera da unidade especial. Um negociador conseguiu fazer com que o suspeito se entregasse uma hora depois. 

A polícia explicou que Valerie havia trocado todas as fechaduras da casa, que era mantida sempre trancada. Mas Conley conseguiu entrar por uma janela que estava destrancada. 

O suspeito foi indiciado e deverá responder pelos oito homicídios. O Estado do Texas tem pena de morte e é o que mais executa nos EUA. “Essa é uma daquelas situações inexplicáveis. Por que essa pessoa chegou ao ponto de ter de matar seus parentes e crianças? Nós não sabemos”, afirmou Cannon. “Estamos todos devastados. Uma tragédia sem o menor sentido atingiu nossa comunidade.” / AP 

Tudo o que sabemos sobre:
EUATexasmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.