Nova chefe da UE pede reconstrução da Faixa de Gaza

Segundo estimativas feitas pelos palestinos, serão necessários US$ 6 bilhões para reparar os estragos após o conflito de 50 dias

Estadão Conteúdo

08 de novembro de 2014 | 13h01

A nova chefe de Relações Exteriores da União Europeia, Federica Mogherini, pediu que os palestinos na Faixa de Gaza comecem a trabalhar na reconstrução do território. Em sua primeira visita à Gaza, Federica Mogherini também afirmou que as negociações de paz entre Israel e a Autoridade Palestina devem ser retomadas. O território foi severamente danificado durante o conflito que durou 50 dias entre Israel e militantes de Gaza sob o comando do Hamas.

Segundo estimativas feitas pelos palestinos, serão necessários US$ 6 bilhões para reparar os estragos. A reconstrução tem sido lenta porque o auxílio não chegou ao território e também porque os grupos palestinos rivais, Hamas e Fatah, disputam o controle de Gaza.

"Temos que fazer algo urgentemente. Não temos tempo a perder", disse Federica em coletiva de imprensa. Ela também apontou que caso as medidas criadas no acordo de cessar-fogo não sejam respeitadas, os conflitos devem continuar.

O Hamas, considerado um grupo terrorista pela Organização das Nações Unidas (ONU), ainda tem controle sobre grande parte da Faixa de Gaza apesar do acordo de reconciliação com o partido do presidente Mahmoud Abbas. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.