Nova cirurgia restaura voz de vítima de câncer de laringe

As primeiras palavras de Amy Hancock foram ?muito obrigada?. A ex-disc-jóquei de 26 anos descobriu, nesta segunda-feira, que pode falar novamente, depois que a cirurgia a que foi submetida no mês passado restaurou a voz que não tinha desde que perdera a laringe para o câncer, há cinco anos. Esta foi a primeira operação do tipo nos EUA, mas já existem antecedentes na Alemanha.Na operação, o médico Randal Paniello extraiu um quadrado de pele de cinco centímetros de lado do braço esquerdo da paciente, moldou-o com a forma de um tubo e o inseriu na traquéia dela. Em seguida, usou o tubo para religar a traquéia ao esôfago. Hancock agora usa o polegar para bloquear a abertura da traquéia, forçando o ar para dentro do tubo e para a boca. Uma nova cirurgia irá instalar uma válvula na traquéia, eliminando a necessidade de utilizar o polegar.Amy Hancock não recuperou as cordas vocais, e não será capaz de falar com clareza por longos períodos de tempo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.