Nova madrugada de ataques de Israel à Gaza mata ao menos seis

Desde início da operação do Exército contra o Hamas, após sequestro de jovens israelenses, já são 23 palestinos mortos

O Estado de S. Paulo

09 de julho de 2014 | 08h52

 JERUSALÉM  - O  Exército israelense lançou na noite de terça-feira 160 ataques contra alvos islamitas em Gaza, nos quais segundo fontes médicas palestinas morreram pelo menos seis pessoas que estava dentro de uma casa na cidade de Beit Hanoun, no norte do território.  Desde que começou a operação militar israelense na segunda-feira, morreram 23 pessoas e 123 ficaram feridos, segundo os palestinos.Milícias palestinas lançaram 45 foguetes contra o centro e sul de Israel sem causar vítimas.

Segundo Peter Lerner, porta-voz militar israelense para meios de comunicação estrangeiros, a aviação de Israel atacou 118 plataformas de lançamento de mísseis das milícias palestinas, "algumas para projéteis de longo alcance", dez túneis e vários supostos armazéns de armamento. Além disso, foram alcançados seis quartéis do Hamas e dez "posições de comandos terroristas" .

Ainda de acordo com o porta-voz, um dos líderes da Jihad Islâmica, identificado como  Hafez Hamid, foi morto. Ele seria o  responsável pelo lançamento de foguetes contra a cidade meridional israelense de Sderot.

Lerner cifrou em 440 os alvos atacados pela Aviação e a Marinha israelense desde que em 7 de julho iniciou a terceira operação contra Gaza desde que o Hamas tomou o controle do território em 2007. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelHamasFaixa de GAza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.