Nova onda de violência deixa 56 mortos

Pelo menos 56 pessoas foram mortas e 1,9 mil residências incendiadas desde o início do mais recente surto de violência étnica no oeste de Mianmar, afirmaram ontem autoridades do país. Segundo o porta voz do Estado de Rakhine, Win Myaing, as vítimas morreram em quatro vilas após o confronto entre as comunidades Rakhine (budista) e Rohingya (muçulmana) que começou no domingo. Em nota, a ONU afirmou estar preocupada e pediu calma à região. Mianmar passa por uma série de reformas políticas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.